Principal polêmica do Plano Nacional de Educação recebeu oito emendas e é questionada pela Federação Nacional das APAES

Senadores negociam atendimento regular a alunos especiais no PNE que definirá o texto final da META 4. (13/09)
>> Leia a notícia na íntegra: JORNAL DO SENADO

PALAVRA POLÊMICA:
Texto de autoria do Executivo enviado para avaliação dos deputados não tinha a palavra "preferencialmente"
— "Meta 4: Universalizar, para a população de quatro a 17 anos, o atendimento escolar a estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação na rede regular de ensino."
Texto que seguiu da Câmara dos Deputados para o Senado, com a inclusão do termo
— "Meta 4: Universalizar, para a população de quatro a 17 anos, o atendimento escolar aos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, preferencialmente na rede regular de ensino, garantindo o atendimento educacional especializado em salas de recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços especializados, públicos ou comunitários, nas formas complementar e suplementar, em escolas ou serviços especializados, públicos ou conveniados."

 * No Senado, com um substitutivo, o senador José Pimentel (PT-CE) fez o texto retomar o formato original, sem o "preferencialmente". O PNE passará pelas comissões de Constituição e Justiça e de Educação antes de ser votado no plenário. Podem ocorrer novas alterações. Depois, deve retornar à Câmara dos Deputados.
                       * No Rio Grande do Sul, 208 Apaes atendem 18 mil alunos
ACPM - FEDERAÇÃO RS. Tecnologia do Blogger.